Camarão, tucunaré e kinkan.

Ontem fomos à Liberdade comprar especialmente bok choy para fazer o camarão à moda chinesa que meu marido japonês inventou. Nas prateleiras do mercadinho, milhares de ideogramas indicando produtos que eu só consigo reconhecer pelas embalagens transparentes.

Voltamos carregados para casa, mas esquecemos um ingrediente essencial. Fui correndo pedir alho emprestado para o meu segundo pai, o Paul, que mora no segundo andar. Era hora do almoço e como ele estava sozinho, não tive dúvidas: além do alho, trouxe ele para casa também.

-Paul, olhe nos meus olhos e diga que você não vai subir para comer camarão oriental e tucunaré?

Paul tem 84 anos, é um francês que foi explorar diamantes da Amazônia nos anos 50. É um dos raros sujeitos que eu já vi pessoalmente comer aquelas larvas coreanas que vem em latinha e dizer, humm, isso é bom.

O camarão ficou logo pronto, assim como o arroz japonês (feito na panela elétrica). Quanto ao tucunaré, meu marido levou um tempão para decidir como iria prepará-lo, depois que eu e minha sogra vetamos a ideia do sashimi. Como ela bem disse: "você já viu sashimi de bacalhau? Tucunaré tem a mesma consistência…"

Na Amazônia, tucunaré é feito geralmente na grelha, seguindo uma cozinha nativa. Mas isso requer um peixe fresquíssimo e não um pedaço congelado, né? Fizemos frito na frigideira mesmo, mas o sabor não ficou nada mais do que ok.

(Aliás, alguém aí tem alguma receita urbana de tucunaré que seja de se ajoelhar diante do peixe?)

O Paul contou várias histórias e todos ouvimos com atenção, especialmente a Júlia, que ainda imagina a floresta como um lugar misterioso, onde mora o saci e a caipora.

Não sobraram camarões, nem tucunaré, nem vinho.

No final, servi queijo acompanhado da minha primeira compota de kinkans, que preparei há 10 dias e não via a hora de experimentar. Aprovadíssima. Já estou pensando em fazer outras.

Suspeito que nem a ONU conseguiria organizar um almoço tão internacional…

DSC01046

Frite bacon no óleo. Quando o bacon estiver bem frito, acrescente um pouquinho de shao hsing rice wine e deixe evaporar. Tire da panela. Reserve. Na mesma panela, frite o alho picado. Bastante alho. Quando ele estiver ficando douradinho, jogue um pouco de henshung apple vinegar. Deixe reduzir. Depois, jogue novamente o bacon e coloque o bok choy picado (primeiro a parte dura), mas não picado demais. E em cima disso jogue o camarão. Se o camarão for pré-cozido, jogue primeiro o bok choy e em seguida o camarão. Se o camarão for fresco, jogue o bok choy e o camarão juntos. Tempere com um pouco de sal e pimenta do reino. O importante é sempre deixar evaporar bem o caldo, por isso usar uma panela wok é indicada.

 

 

 

 

 

Anúncios