Tia Helma e Alex Atala.

Tia Helma tem 87 anos e na casa dela é assim desde sempre: vem uma visita, claro, vamos fazer uma galinhada. A visita vai embora, óbvio, vamos fazer outra galinhada. O prato mais simples e rápido na concepção dela. O mais saboroso na opinião de quem experimenta. Sempre foi assim lá em Marechal Cândido Rondon.

Agora, virou moda em São Paulo também. O Alex Atala serve galinhada no Dalva e Dito uma vez por semana e tentou levar o prato para a última virada cultural. Foi um horror, tinha gente quase se matando para comer a galinhada do ilustre chef. A organização subestimou a fome do povo e deu no que deu: faltou comida e começou o quebra pau.

Galinhada é um prato clássico da família do avô materno da pequena gourmet. Quando esteve na região oeste do Paraná para conhecer os parentes, a Júlia teve o privilégio de provar galinhada em quase todas as refeições e em todas as casas que visitou. 

A receita é fácil e pode ser aprimorada com temperos e cheiros ao gosto de cada um.

Nas fotos abaixo, estão o galinheiro e a galinhada do primo Orlando Stein, que, ao que parece, disputa com o Alex Atala a sucessão do trono atualmente ocupado pela Tia Helma. A rainha da galinhada.

DSC04457.jpg.scaled.1000

  DSC04469.jpg.scaled.1000

Anúncios