Palavra proibida.

380774_10150424273796732_666356731_8792264_364242216_n

Há algumas semanas entrei no Vigilantes do Peso para perder vários quilinhos extras que ganhei aqui em casa na farra gourmand dos últimos meses. Não são quilos de "porcaria" e junk food, mas de comida boa e saudável, como fala minha amiga Fernanda Decourt. Mesmo assim, não justifica. Quero comer direito como minha filha, na quantidade justa. Com a contagem dos pontos nas refeições, foi inevitável ela prestar atenção no assunto "dieta". Para meu espanto, flagrei-a analisando a própria barriguinha e dizendo que estava gordinha. Céus, que medo. Ela é uma tábua!!! Ela tem apenas 6 anos. Por isso, todo cuidado é pouco. Não falarei mais em dieta de agora em diante. Porque, se a gordura é uma doença, a neurose dos padrões sociais não fica por menos: é mais grave ainda na infância. 

Anúncios